Correios entram com ação de dissídio de greve no TST

Publicado em 12/09/2019

Correios entram com ação de dissídio de greve no TST

Foto: Imagem Ilustrativa

Outlet Porto Belo

Os Correios entraram hoje (11) com uma ação de dissídio coletivo no Tribunal Superior do Trabalho (TST) após os funcionários decretarem greve geral por tempo indeterminado. De acordo com comunicado divulgado à imprensa, a empresa buscará uma solução que "não comprometa ainda mais a situação financeira" da estatal.

Segundo a nota, os Correios têm em andamento um plano de saneamento financeiro para garantir as operações de forma competitiva e sustentável. Para a empresa, algumas reivindicações dos funcionários superam o faturamento anual da estatal. 

"Desde o início de julho, a empresa participa de reuniões com os representantes dos empregados, nas quais foram apresentadas a real situação econômica da estatal e propostas para o acordo dentro das condições possíveis, considerando o prejuízo acumulado, atualmente na ordem de R$ 3 bilhões. As federações, no entanto, apresentaram reivindicações que superam até mesmo o faturamento anual da empresa", diz a nota. 

De acordo com a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), os trabalhadores reivindicam reajuste salarial com reposição da inflação (3,25%) e não querem cortes de direitos conquistados. 

Segundo a Fentect, mesmo com a mediação já iniciada no TST, referente ao processo de negociação do Acordo Coletivo 2019/2020, a empresa deixou de receber os representantes dos trabalhadores. Para a entidade, a empresa não dá prejuízo e não depende de financiamento público. Os empregados também são contra a eventual privatização dos Correios. 

No mês passado, o governo federal incluiu os Correios no Plano Nacional de Desestatização (PND) e inaugurou a fase de estudos para privatizar, total ou parcialmente, a empresa e outras estatais. A abertura de estudos não indica necessariamente que uma empresa será privatizada, restando, como alternativa para as companhias federais incluídas no plano, a assinatura de parcerias com o setor privado.

Serviços

Segundo os Correios, devido à greve, um Plano de Continuidade de Negócios foi montado pela empresa e as postagens e entregas,  correspondências e de encomendas Sedex e PAC continuarão sendo realizadas em todos os municípios. Já os serviços com hora marcada (Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje) estão suspensos temporariamente. 

Informações Agência Brasil

COMENTE ABAIXO ⬇

Incêndio em carreta fecha BR-101 em Itapema

Um incêndio em uma carreta fechou a BR-101 na altura do morro das Calotas, em Itapema. O trânsito foi fechado nos dois sentidos. Ainda não há informações sobre o que causou o fogo ou se há feridos. O incidente ocorreu por volta das 12h30...

Baleia-franca é avistada em praia de Governador Celso Ramos

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental (PMA) registrou imagens de uma baleia em alto-mar na altura da Praia de Palmas, em Governador Celso Ramos, no Norte de Santa Catarina. O flagra aconteceu no domingo (08). Segundo a PMA, o animal foi...

Corpo de recém-nascido é encontrado congelado em Camboriú

Nesta quinta-feira (12) a noite, a Polícia Militar de Camboriú registrou uma ocorrência inesperada e chocante. Um bebê recém-nascido foi encontrado congelado em um depósito de materiais recicláveis no bairro Lídia Duarte, em Camboriú. No...

Morre sexta vítima de acidente no interior de SC

A Polícia Rodoviária Militar confirmou a sexta morte do acidente entre uma carreta e um carro da Secretaria de Saude de Santa Cecília. A vítima era uma mulher que havia sido transferida para o hospital. A colisão ocorreu na tarde desta...

Carro é furtado em creche com criança de 9 anos dentro

Na manhã desta terça-feira (10) a Polícia Civil registrou uma tentativa de furto na cidade de Concórdia, no Oeste do Estado. Segundo informações, o criminoso entrou dentro do veículo, onde estava uma criança de 9 anos dentro. Esse caso...