Ex-Prefeito e ex-servidores de Penha são condenados por improbidade

Ex-prefeito teve suspensão dos direitos políticos por oito anos e deve pagar multa civil no valor de R$ 98,8 mil

Ex-Prefeito e ex-servidores de Penha são condenados por improbidade
Outlet Porto Belo

O ex-Prefeito de Penha Evandro Eredes dos Navegantes, dois ex-Secretários de Administração e dois ex-servidores da Controladoria do Município tiveram os direitos políticos suspensos e deverão pagar multas e ressarcir os cofres públicos. O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) obteve a condenação do ex-Prefeito de Penha Evandro Eredes dos Navegantes, de dois ex-Secretários de Administração e dois ex-servidores da Controladoria do Município por ato de improbidade administrativa. Além de terem os direitos políticos suspensos, todos denunciados pagarão multa, e o Município será, ainda, ressarcido pelos prejuízos causados.

Na ação, a Promotora de Justiça Andréia Soares Pinto Favero, titular da 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Balneário Piçarras, sustentou que por dois anos seguidos, 2015 e 2016, a empresa de Rafael Murilo Celestino, ex-servidor comissionado da Controladoria do Município, foi contratada por meio de licitação fraudulenta para prestar serviços ao Município.

A Promotora de Justiça relata que, entre janeiro de 2009 e setembro de 2014, Rafael Murilo ocupou cargos de confiança na Controladoria do Município, nomeado pelo então Prefeito. Dois dias depois de desvincular-se do cargo público e detentor de informações privilegiadas dos sistemas internos do Município, constituiu uma empresa com o escopo de desenvolver atividades de ¿preparação de documentos e serviços especializados de apoio administrativo¿.

Menos de três meses se passaram da desvinculação do servidor para que o Secretário de Administração Rafael Celestino - que não tem relação de parentesco com Rafael Murilo Celestino -, sob o argumento de insuficiência de servidores solicitasse e o Prefeito autorizasse processo licitatório para contratação de empresa para inserção de dados e controle dos sistemas obrigatórios de Controle Interno.

O processo de licitação foi concluído em abril de 2015, pela Secretária de Administração Daniele Schwerger de Souza Lunge, que substituiu Rafael Celestino no cargo quando este passou a ocupar a função de Controlador-Geral do Município.

De acordo com o Ministério Público, participaram da licitação apenas empresas com estreita ligação com a administração municipal. Além da vencedora, participaram a empresa de outro ex-funcionário da Controladoria, Juracy Coutinho Franco Júnior e uma empresa de concursos públicos, apenas para dar ar de legalidade ao processo.

A empresa de Rafael Murilo, então foi contratada pelo período de 27 de abril de 2015 até o final de dezembro do mesmo ano, para realizar o mesmo serviço que ele executava quando era servidor comissionado da Controladoria Geral do Município. No ano seguinte, o contrato foi prorrogado até dezembro de 2016, resultando num prejuízo total de R$ 98,8 mil aos cofres do Município de Penha.

A ação foi julgada procedente pelo Juízo da 2ª vara da Comarca de Balneário Piçarras. As penas aplicadas englobam a suspensão dos direitos políticos, multas, ressarcimento do erário e proibição de contratar com o poder público. Veja abaixo a pena de cada um dos envolvidos:

Evandro Eredes dos Navegantes: suspensão dos direitos políticos por oito anos; pagamento de multa no valor de 10 vezes o salário recebido como Prefeito; pagamento de multa civil no valor de R$ 98,8 mil; proibição de contratar com o Poder Público por cinco anos.
Rafael Celestino: suspensão dos direitos políticos por quatro anos; pagamento de multa no valor de duas vezes o salário recebido como Secretário de Administração; pagamento de multa civil no valor de R$ 10,2 mil; proibição de contratar com o Poder Público por três anos.


Daniele Schwerger de Souza Lunge: suspensão dos direitos políticos por cinco anos; pagamento de quatro no valor de duas vezes o salário recebido como Secretária de Administração; pagamento de multa civil no valor de R$ 39,5 mil); proibição de contratar com o Poder Público por quatro anos.


Rafael Murilo Celestino: suspensão dos direitos políticos por cinco anos; pagamento de multa no valor de R$ 79 mil; proibição de contratar com o Poder Público por cinco anos.
Juracy Coutinho Franco Júnior: suspensão dos direitos políticos por cinco anos; pagamento de multa civil no valor de R$ 9,8 mil); proibição de contratar com o Poder Público por cinco anos.


Além das multas, os envolvidos deverão ressarcir do prejuízo o Município de Penha. A decisão é passível de recurso.

COMENTE ABAIXO ⬇

Jovem caminhoneiro morre atropelado na BR-101

Um caminhoneiro de apenas 24 anos morreu atropelada no final da tarde desta sexta-feira (19) na BR-101 em Joinville. O acidente aconteceu próximo ao Pórtico de Joinville. Segundo o Corpo de Bombeiros Voluntários, o caminhão que Joel Borgonha...

Filhos descobrem que pai matou a mãe há 37 anos em SC

Uma família descobriu após meses de investigação que a mãe, morta há 37 anos, em Quilombo, interior de Santa Catarina, foi assassinada pelo próprio pai. Os seis irmãos, que moram na cidade de Lucas do Rio Verde, em Mato Grosso, procuram a...

Advogado é baleado e dirige ferido até hospital

Um homem de 53 anos sofreu uma tentativa de homicídio nesta quinta-feira (15) na cidade de Chapecó. Segundo a Polícia Militar, o homem é advogado, ele foi atingido por dois tiros que atingiram o abdômen e uma das pernas. O homem estava em uma...

Homem é preso por estuprar criança de 11 anos

Um homem de 57 anos foi preso na noite de segunda-feira (19) acusado de estuprar uma menina de 11 anos na cidade de Jaraguá do Sul. O crime teria ocorrido no sábado (17) na casa do suspeito. Segundo a Polícia Militar, funcionários do hospital...

Mulher de 54 anos é detida furtando picanha de supermercado

Uma mulher de 54 anos foi detida neste domingo (18) após furtar uma picanha em um supermercado de Tijucas. Segundo a Polícia Militar, a equipe foi acionada por um funcionário do estabelecimento, que percebeu o furto através das câmeras de...

Polícia prende quatro pessoas por tráfico

A Polícia Militar Rodoviária prendeu quatro traficantes, na tarde do último sábado (17), dia 17 de agosto, na SC 114, em frente ao Posto 10, em Painel, por volta das 14h20. Uma equipe estava em fiscalização de trânsito em frente ao posto,...