Terça, 10 de dezembro de 2019
47 99609-9282
Brasil

21/11/2019 ás 14h59

AdminX

Itapema / SC

Apoiadores do presidente Bolsonaro lotam convenção que lança seu novo partido
Entre os presidentes está o catarinense Luciano Hang
Apoiadores do presidente Bolsonaro lotam convenção que lança seu novo partido
Divulgação - Internet

O novo partido criado pelo presidente Jair Bolsonaro realiza nesta quinta-feira (21) sua convenção de lançamento, em Brasília. Entre as bandeiras anunciadas nos discursos estão o respeito a Deus, a religiões e a oposição a movimentos de esquerda. O presidente assinou na terça-feira a desfiliação do PSL, partido que o elegeu.


O evento acontece no hotel Royal Tulip, um dos mais tradicionais de Brasília, a poucos metros da residência oficial do presidente, o Palácio da Alvorada. Um dos fervorosos apoiadores do presidente, o empresário Luciano Hang, de Santa Catarina está presente.  A advogada Karina Kufa fez a leitura dos princípios do partido. "O povo deu norte da nova representação política. Em 2019, novo passo precisa ser dado. Criar partido que dê voz ao povo brasileiro", afirmou. Karina Kufa afirmou que o partido é conservador, comprometido com a liberdade e ordem, soberanista e de oposição às "falsas promessas do globalismo".


O programa tem os seguintes princípios:


• - respeito a Deus e à religião


• - respeito à memória e à cultura do povo brasileiro


• - defesa da vida


• - garantia de ordem e da segurança


O programa afirma que o partido "reconhece o lugar de Deus na vida, na história e na alma do povo brasileiro". Há ainda defesa da posse de armas.


Karina Kufa disse que o partido "se esforçará para divulgar verdades sobre crimes do movimento revolucionário, como comunismo, globalismo e nazifascismo". Ainda segundo a advogada, a sigla estabelecerá relações com partidos e entidades de países que "venceram o comunismo", como do Leste Europeu. "O Aliança pelo Brasil repudia o socialismo e o comunismo", afirmou Karina Kufa. A frase foi bastante aplaudida pelos presentes. A plateia começou a gritar: "A nossa bandeira jamais será vermelha".


 

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados