Terça, 18 de fevereiro de 2020
47 99609-9282
Geral

21/01/2020 ás 13h09 - atualizada em 21/01/2020 ás 13h23

AdminX

Itapema / SC

Filhotes de ave piru-piru são devolvidos na praia após serem retirados da areia por argentinos
Espécie faz ninho na areia durante essa época do ano
Filhotes de ave piru-piru são devolvidos na praia após serem retirados da areia por argentinos
Foto: R3 Animal

Uma família argentina resgatou dois filhotes da ave piru-piru (Haematopus palliatus). Os animais, primeiramente foram entregues à Polícia Militar Ambiental e depois repassados as equipes do R3 Animal. Os filhotes foram levados em uma caixa de papelão. As aves estavam na Praia do Moçambique, em Florianópolis e os turistas acharam que deveriam retirar do local.  achou que deveria resgatá-los. Mas, o correto , segundo a instituição, seria ter deixado as aves onde estavam, pois, os piru-piru é uma espécie que faz ninho diretamente na areia das praias e os pais sempre voltam para alimentar os filhotes.


Os filhotes foram levados novamente para o local indicado pela turista. Na praia, os biólogos encontraram ainda os pais dos piru-piru. A R3 faz o alerta ainda que nesta época do ano, essa espécie entrou na estação reprodutiva e fazem ninhos nas dunas e restingas. Caso encontre filhotes, não os retire do local.


Os piru-piru são aves costeiras limícolas com ampla distribuição por toda a América. Também é conhecido no Brasil como baiacu, batuíra-do-mar-grosso, bejaqui, cã-cã-da-praia e ostraceiro. Possuem as pernas longas, bicos e pálpebras vermelhas e a íris amarela. Alimentam-se de moluscos bivalves, cracas e invertebrados costeiros.


Caso encontre um mamífero, ave ou tartaruga marinha debilitada ou morta na praia, ligue 0800 642 3341. Sua ajuda é fundamental para salvar vidas! O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.


Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo na Bacia de Santos sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. O PMP-BS é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. Em Florianópolis, o Trecho 3, o projeto é executado pela R3 Animal.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados