da Itajaí discute implantação da Escola Cívico-Militar com a comunidade
domingo, 23 de fevereiro de 2020
47 99609-9282
Cidades

09/05/2019 ás 09h13

AdminX

Itapema / SC

Itajaí discute implantação da Escola Cívico-Militar com a comunidade
Reunião ocorre na próxima terça-feira (14)
Itajaí discute implantação da Escola Cívico-Militar com a comunidade

Avançam as discussões sobre a implantação da Escola Cívico-Militar no Município de Itajaí. A partir das 19h30 da próxima terça-feira (14), será realizada uma assembleia com os pais e a comunidade para debater o assunto. A consulta pública sobre o projeto será realizada na Escola Básica Melvin Jones, localizada na rua Sebastião Romeu Soares, 640, bairro Cordeiros.


“Nessa reunião vamos apresentar o projeto e ouvir a comunidade, para saber a opinião a respeito da implantação da Escola Cívico-Militar na Melvin Jones. Nosso objetivo é aplicar, principalmente, três pilares nesta unidade: disciplina, valores e meritocracia, valorizando os alunos com excelente desempenho escolar e disciplinar”, afirma o prefeito Volnei Morastoni.


Em reunião na manhã de terça-feira (07), o prefeito recebeu representantes da Secretaria Municipal de Educação, do Conselho Municipal de Educação (Comed), diretores da Escola Básica Melvin Jones e representantes do Corpo de Bombeiros de Itajaí. A reunião no gabinete serviu para analisar o projeto de implantação da escola com formação cívico-militar, que deve iniciar os trabalhos a partir de agosto.


Ficou acordado que a intenção é aplicar o projeto na Escola Básica Melvin Jones. Com isso, Itajaí se tornará a primeira cidade de Santa Catarina a ter uma escola na Rede Municipal de Ensino com abordagem militar. Se aprovado, o projeto será implementado em toda a unidade e envolverá os 1041 alunos (da pré-escola ao 9º ano).


Detalhes da Escola Cívico-Militar
A Escola Básica Melvin Jones organizará o próprio horário de aulas. O objetivo é instituir encontros de 45 minutos uma vez por semana, para que seja destinada uma hora-aula semanal ao trabalho de tutoria sobre os valores deste projeto.


“Num primeiro momento contaríamos com a atuação de cinco bombeiros militares da reserva, que trabalhariam todas as questões necessárias. A escola Melvin Jones já tem uma sala disponível para esses tutores e também possui câmeras de segurança, que auxiliarão nas atividades”, argumenta Jaqueline Nadir Rebelo Rosa, diretora do Departamento de Ensino Fundamental (DEF).


Os valores do projeto serão trabalhados de acordo com as seguintes normas: Legislação Educacional Nacional vigente; Plano Nacional da Educação; Política Nacional de Alfabetização; Política Nacional de Inclusão; Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Básica e a Base Nacional Comum Curricular. Além disso, também serão abordados a Legislação e o Plano Municipal de Educação.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados