Presidente da Câmara e Secretário de Navegantes são afastados após denuncias de corrupção

Em decisão liminar requerida pelo MPSC, o Judiciário afastou das funções o Presidente da Câmara de Vereadores de Navegantes, Valmir César Francisco, o Secretário Municipal de Saneamento Básico (SESAN), Joab Bezerra Duarte Filho, e o servidor público Humberto Galvez Júnior

Presidente da Câmara e Secretário de Navegantes são afastados após denuncias de corrupção

Foto: Divulgação

Outlet Porto Belo

O Presidente da Câmara de Vereadores de Navegantes, Valmir César Francisco, o Secretário Municipal de Saneamento Básico (SESAN), Joab Bezerra Duarte Filho, e o servidor público Humberto Galvez Júnior foram afastados das funções públicas, estão proibidos de frequentar a sede da Prefeitura, da Câmara de Vereadores, da SESAN e terão que usar tornozeleira eletrônica, por, no mínimo, 90 dias, em decorrência da operação "Falta d'Água".

A decisão liminar, de sexta-feira (21/6), atende pedido do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) feito em ação criminal ajuizada pelo Promotor de Justiça Marcio Gai Veiga, titular da 4ª Promotoria de Justiça de Navegantes. O Presidente da Câmara de Vereadores de Navegantes, o Secretário Municipal de Saneamento Básico (SESAN) e o servidor público Humberto foram presos temporariamente durante a operação. Agora soltos, terão que cumprir as medidas cautelares.

Na ação criminal, já recebida pelo Judiciário, o Promotor de Justiça denunciou ao todo sete pessoas por corrupção passiva e ativa, por organização criminosa e por lavagem de dinheiro. O esquema envolvia o recebimento de propina dentro da Secretaria Municipal de Saneamento Básico (SESAN) de Navegantes. Estima-se que se tenha pago por empresários a agentes públicos em torno de R$ 90 mil em propina.

Os denunciados são:

- o Administrador Antônio Venâncio da Silva Júnior (Brasília);

- o Auxiliar de Serviços Gerais da Prefeitura de Navegantes Humberto Galvez Júnior (Itajaí/SC);

- o Secretário da SESAN, Joab Bezerra Duarte Filho (Navegantes/SC);

- a Empreária Kelly Cristina dos Santos Post (São José dos Pinais/PR);

- a filha do Vereador Valmir, Larissa Janaina de Souza Francisco (Curitibanos/SC);

- o Empresário Marcelo Regis dos Santos (Curitiba/PR); e

- o Vereador e Presidente da Câmara de Vereadores Valmir Cesar Francisco (Navegantes/SC).

De acordo com a ação criminal, o grupo era liderado pelo Presidente da Câmara de Vereadores de Navegantes, Valmir César Francisco, que já foi Secretário da SESAN, e pelo servidor público Humberto Galvez Júnir, Auxiliar de Serviços Gerais, mas que, por indicação de Valmir, estava ocupando um cargo de Assessor Técnico I da SESAN. De modo estruturalmente ordenado e caracterizado pela divisão de tarefas, a organização agia de duas formas.

Em um dos modus operandi, Valmir e Humberto não remetiam os documentos em que comprovavam o recebimento de mercadorias ao setores administrativos, para atrasar de propósito o pagamento. Diante do desespero dos fornecedores, a dupla contatava tais credores e solicitavam vantagens financeiras indevidas. Os fornecedores, por sua vez, diante da solicitação ofereciam ou prometiam dolosamente vantagens para conseguirem os pagamentos.

Na outra maneira de agir, Valmir e Humberto aguardavam o fim do processo licitatório e a contração dos fornecedores para, logo em seguida, contatarem as empresas e acordar com elas a entrega de mercadorias em quantidade menores do que as constantes nas Notas Fiscais emitidas e em toda a documentação administrativa pertinente. Com isso, os fornecedores recebiam o valor total do empenho, tendo entregado, porém, mercadorias em quantidade inferior ao que havia sido documentado, e consequentemente pagavam propina para Valmir e Humberto.

O atual Secretário Municipal de Saneamento Básico (SESAN), Joab Bezerra Duarte Filho, segundo a Promotoria de Justiça, durante a época em que foi secretário de saneamento, tinha plena ciência da atividade "paralela" de Valmir e Humberto, que, diante da afinidade política que tinha com os dois, permitia e incentivava tal prática. Sua função era manter o ambiente propício para a manutenção do sistema de corrupção ali instalado.

A filha do Vereador, Larissa Janaina de Souza Francisco (Curitibanos/SC), teria consentido e incentivado o crime de lavagem de dinheiro do pai, ao autorizar que este colocasse em seu nome bem imóvel adquirido com o dinheiro fruto de corrupção. Os empresários Antônio Venâncio da Silva Júnior (Brasília), Kelly Cristina dos Santos Post (São José dos Pinais/PR) e Marcelo Regis dos Santos (Curitiba/PR), segundo apurado na investigação, compactuaram com o esquema pagando propina.

A partir de agora, os denunciados serão citados para o oferecimento de defesa. A ação penal tramita na Vara Criminal da Comarca de Navegantes.

COMENTE ABAIXO ⬇

Jovem caminhoneiro morre atropelado na BR-101

Um caminhoneiro de apenas 24 anos morreu atropelada no final da tarde desta sexta-feira (19) na BR-101 em Joinville. O acidente aconteceu próximo ao Pórtico de Joinville. Segundo o Corpo de Bombeiros Voluntários, o caminhão que Joel Borgonha...

Filhos descobrem que pai matou a mãe há 37 anos em SC

Uma família descobriu após meses de investigação que a mãe, morta há 37 anos, em Quilombo, interior de Santa Catarina, foi assassinada pelo próprio pai. Os seis irmãos, que moram na cidade de Lucas do Rio Verde, em Mato Grosso, procuram a...

Advogado é baleado e dirige ferido até hospital

Um homem de 53 anos sofreu uma tentativa de homicídio nesta quinta-feira (15) na cidade de Chapecó. Segundo a Polícia Militar, o homem é advogado, ele foi atingido por dois tiros que atingiram o abdômen e uma das pernas. O homem estava em uma...

Homem é preso por estuprar criança de 11 anos

Um homem de 57 anos foi preso na noite de segunda-feira (19) acusado de estuprar uma menina de 11 anos na cidade de Jaraguá do Sul. O crime teria ocorrido no sábado (17) na casa do suspeito. Segundo a Polícia Militar, funcionários do hospital...

Mulher de 54 anos é detida furtando picanha de supermercado

Uma mulher de 54 anos foi detida neste domingo (18) após furtar uma picanha em um supermercado de Tijucas. Segundo a Polícia Militar, a equipe foi acionada por um funcionário do estabelecimento, que percebeu o furto através das câmeras de...

Polícia prende quatro pessoas por tráfico

A Polícia Militar Rodoviária prendeu quatro traficantes, na tarde do último sábado (17), dia 17 de agosto, na SC 114, em frente ao Posto 10, em Painel, por volta das 14h20. Uma equipe estava em fiscalização de trânsito em frente ao posto,...